O que pode prejudicar suas negociações?

O que pode prejudicar suas negociações?

O que pode prejudicar suas negociações?

Da mesma forma que expertise, credibilidade, poder, talento natural e padrões aumentam a autoridade para conseguir bons acordos, há certas atitudes, hábitos e comportamentos que deixam a pessoa vulnerável e com poucas chances de obter o que deseja. Vamos aos principais:

  • Incoerência – Falar algo e fazer o oposto destrói a credibilidade de qualquer um. As pessoas ouvem e pensam: “Lá vem ele dizendo que precisamos ser pontualíssimos, mas sempre chega atrasado e não termina nada no prazo que estipula”.
  • Prometer e não cumprir – Pessoas com fama de exageradas, levianas ou antiéticas acabam tendo dificuldade para conseguir as coisas mais simples, pois os outros sempre desconfiam de que o combinado não será entregue. “Se ele disse que a encomenda chegará no dia 30, já sei que provavelmente demorará no mínimo mais duas semanas além do prazo.”
  • Despreparo – Quase todos toleram alguma inexperiência ou nervosismo, mas poucos aceitam gente despreparada que tenta negociar o que não conhece ou se mete em algo cujo funcionamento não entende. Se marcamos uma reunião e notamos que nosso interlocutor não domina o assunto, ficamos muito decepcionados e perdemos completamente a confiança em tudo o que está sendo dito.
  • Arrogância – Por mais que a pessoa seja poderosa ou qualificada em sua área de atuação, perderá muitas oportunidades se demonstrar arrogância, grosseria ou prepotência. Qualquer um prefere negociar com quem é muito bom no que faz, mas não repete isso a cada dez minutos.
  • Falta de empatia – Empatia é a habilidade de colocar-se no lugar do outro. Negociar bem significa entender que as pessoas têm um estilo, motivações e necessidades, muitas vezes, diferentes das nossas. Imagine que você vá a uma loja e peça ao vendedor uma roupa mais conservadora e ele apareça com outra extravagante e transparente, e ainda insista para que você experimente, dizendo que a adora. Ele não se colocou em seu lugar e tentou vender algo de que ele gosta.
  • Desequilíbrio emocional – Raiva, choro, excesso de agressividade, medo aparente ou apatia levam a negociação ao pior dos mundos: o das emoções descontroladas. Quem costuma se deixar levar pelas emoções, torna-se presa fácil para os mal-intencionados ou cria a fama de difícil de lidar, afastando, principalmente, quem não gosta de negociar com gente grosseira, chata ou excêntrica.

________________________________
Extraído do livro Negocie qualquer coisa com qualquer pessoa: estratégias práticas para obter ótimos acordos em suas relações pessoais e profissionais, autor Eduardo Ferraz – São Paulo – Editora Gente, 2015. Clique aqui e veja no site da editora.

Compartilhar post:

Deixe aqui o seu comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.